Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

12
Out15

ModaLisboa | SS 2016: Sangue Novo - Sara Santos

Superfunky

 

A designer de moda portuguesa Sara Santos, de 22 anos, venceu hoje o prémio de melhor coleção do projeto Sangue Novo, da ModaLisboa, com uma coleção de homem inspirada na subcultura 'mod' dos anos 1960.

 

O nome de Sara Santos, que terminou recentemente o mestrado em moda de homem na Escola Superior de Artes e Design (ESAD) de Matosinhos, foi anunciado pela presidente da ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, no final do desfile do projeto Sangue Novo, destinado a jovens finalistas de cursos de Design de Moda ou que estejam a iniciar a sua marca.

 

Para Sara Santos este foi o primeiro "desfile a sério, fora da escola".

 

"Não esperava ser selecionada para participar no Sangue Novo, quanto mais ganhar o prémio de melhor coleção", afirmou, visivelmente emocionada, em declarações à agência Lusa no final do desfile.

 

Sara Santos explicou que foi buscar inspiração para os seis coordenados que apresentou à subcultura 'mod' dos anos 1960. Os jovens que pertenciam a essa subcultura "usavam a roupa para passar uma mensagem, transmitir a sua identidade".

 

Com elogios à “inovação e criatividade da nova geração de designers”, a presidente da Associação ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, entregou o troféu da noite ao Teen Takeover de Sara Santos, 12 anos depois de os novos talentos do Sangue Novo terem ido a concurso pela última vez. No masculino, e apenas com seis coordenados, Sara Santos iluminou a sala de desfiles com um capacete com luzes e propostas desportivas — casacos bomber em neopreno, impermeáveis compridos.

 

 

“Teentakeover” surge da fusão de looks street e sportswear, impulsionada por uma subcultura dos anos 1960. 

 

 

A coleção foca-se no estilo tradicional da cultura Mod, um grupo de jovens britânicos conhecidos como os “rebeldes sem causa”, que se deslocavam em scooters e utilizavam a sua forma de vestir para se diferenciarem da cultura vigente.

 

 

Estes jovens, inconformistas, revolucionários e radicais, tinham o intuito de conquistarem a liberdade individual e de fazerem valer a sua importância na sociedade. 

 

 

A isto associa-se a mistura de peças contrastantes com silhuetas oversized simples e formas complexas, o uso de variantes de parkas impermeáveis com tecidos técnicos e a sobreposição e repetição de elementos em analogia à exagerada aplicação de espelhos nas mesmas.

 

 

O símbolo redondo icónico desta subcultura influencia toda a paleta de cores, desde os vários tons de azul aos apontamentos de laranja e vermelho.

 

 

Agradecimentos: Maria Gambina, Ricardo Andrez, Rui Caldas, ESAD, Nau helmets, Joaps, Arco Têxteis, Armaco, Valdemar Coelho, Tamanaco, Belandina, Palmira Guedes, Mychoos, Herculano Rocha, No Future.

 

12
Out15

ModaLisboa | SS 2016: Sangue Novo - Patrick de Pádua

Superfunky

 

“Tou no vale do silêncio intencional

Onde eu fui benzido, onde eu fui vencido

Onde eu fui vencendo até ‘tar convencido” 

 

“Vale do Silêncio”, Sam The Kid ft. SØS

 

“Silêncio” nasce de uma reflexão e de uma reclusão. É uma referência a um vale de silêncio, a um momento de introspeção, a um retiro. A busca pela tranquilidade e pelo sossego dão o mote a esta coleção dominada pelo branco, com apontamentos de cinza e amarelo.

 

Silêncio conjuga as abordagens streetwear e sportswear, juntando elementos desportivos inspirados nos equipamentos de baseball dos anos 90. A silhueta desportiva é complementada por uma sensação de leveza, liberdade e conforto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 
11
Out15

ModaLisboa | SS 2016: Sangue Novo - Ruben Damasio

Superfunky

 

Com a subida das temperaturas, a procura por experiências refrescantes e espaços aquáticos começa a ser cada vez mais constante. "H20 Proof" é o conceito que protagoniza esta coleção, representativa de um ambiente onde a água é o elemento chave.

 

A leveza e a transparência da água é retratada e enfatizada pelas musselines, as quais contrastam com outras matérias-primas que proporcionam uma diversidade de texturas, tais como as sarjas de algodão, o linho, o poliéster, entre outras. Em destaque estão também os estampados em PVC e as lantejoulas que retratam o brilho inconfundível da água.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

11
Out15

ModaLisboa | SS 2016: Sangue Novo - Banda

Superfunky

 

A colecção “Cavalo Dado” recupera lugares-comuns e elementos propositadamente referenciais e insiste na sua releitura e transformação. Fala de intimidade entre Homem e espaço, este último representado pela cidade. Fala de ritmo, de avanços e recuos. Parte do princípio de que a configuração do espaço tem um impacto brutal na sensação, na percepção e no estado de espírito do indivíduo, e baseia-se numa análise metafórica sobre a sua capacidade de adaptação. 

 

Mais luminosa e a apostar no streetwear, a coleção “Cavalo Dado” surge com o intuito de explorar elementos mais gráficos que até aqui haviam sido protelados, e de um reposicionamento no design que visa criar um produto mais apelativo do ponto de vista comercial. 

 

PARCERIAS: Nelson Oliveira Footwear & Accessories (calçado); 

Mixtape: A First Class Riot

APOIOS: Grupo Diniz & Cruz, FORA sunglasses