Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

24
Out18

12 Conselhos Para Criares Uma Equipa Espectacular

Superfunky

team-3373638_1920.jpg

 

John Hall, CEO da Digital Talent Agents e colunista da Forbes, indicou recentemente doze aspetos a que todos os líderes devem dar atenção para criarem de uma equipa de trabalho fenomenal, estejam estes a começar a contratar ou à procura dos melhores entre os melhores.
 
Este refere-os como auxiliares para manter os colaboradores felizes e bem-sucedidos e, consequentemente, também o seu líder.


1. Não te contentes com a mediocridade
Hall refere que caso não o façamos estaremos a conduzir a nossa equipa para um fraco desempenho. Segundo este, assim que tivermos a consciência de que um dado elemento da equipa está a ter um desempenho medíocre deveremos chamá-lo e, acima de tudo, ajudá-lo a melhorar. Caso não o consiga fazer, então “está na altura de encontrar uma nova estrela para a sua equipa.”

2. Sê um líder pensador
Hall relembra-nos que os melhores talentos não pretendem trabalhar em empresas medianas ou com pouco posicionamento. Nas suas palavras, “quanto mais se conseguir posicionar como uma autoridade no seu segmento de negócio, mais talentos naturalmente atrairá para a sua empresa.” Este partilha connosco o que faz neste sentido. O seu segredo é escrever pelo menos dois artigos por mês, onde partilha a sua experiência com os outros, sabendo que estes surgirão nas pesquisas de potenciais colaboradores quando procurarem saber mais sobre a empresa.

3. A confiança é fundamental
John Hall reforça a máxima de que podemos ter um colaborador extremamente inteligente e trabalhador mas se não confiarmos nele, não devemos tê-lo na nossa empresa. Como alerta, “as suas operações diárias poderão sofrer grandes perdas caso retenha colaboradores em quem não confia.”

4. Esqueçe o dinheiro… no início
Hall aconselha-nos a contratar “uma pessoa cuja principal motivação seja criar uma equipa ou alguém que seja apaixonado pelo negócio em geral”. Este considera a questão do dinheiro uma distração quando ocupa a principal preocupação do colaborador. Como diz, “É importante que os seus colaboradores se preocupem com o sucesso do seu negócio” e não apenas com o dinheiro que ganham.

5. As vidas pessoais são importantes
Por vezes, no meio de tantos prazos e solicitações podemos esquecer-nos de que os nossos colaboradores têm uma vida pessoal. Hall aconselha-nos a que tal não aconteça e que “caso veja pequenas oportunidades de ajudar um membro da equipa fora do trabalho, deve fazê-lo. Isso ajudará a criar lealdade entre si e os colaboradores e estes tenderão a ter a mesma atitude para com outros membros da equipa”.

 

shutterstock_407609140.jpg

6. Implementa a sistematização de processos

Hall recomenda que “assim que atinja o sucesso numa dada área, crie um processo que o replique sucessivamente”. Neste sentido apresenta como exemplo o caso de um hospital onde a existência de uma lista de procedimentos criada para sistematizar o processo de higiene no edifício, deu origem a uma diminuição em 66% das infeções. Como nos diz, “as listas de procedimentos potenciam a eficácia e o sucesso de uma equipa.” Recomenda a leitura do livro The Checklist Manifesto: How to Get Things Right de Atul Gawande.

7. A diversidade potencia a inovação
Deveremos procurar ter equipas multiculturais? Hall diz-nos que “a diversidade de culturas, idades e géneros podem ajudar uma equipa a pensar outside the box e analisar os problemas a partir de diferentes perspetivas”. Como relembra, para além disto ainda tornam o ambiente de trabalho mais interessante.

8. Podem ser amigos
Hall refere-se ao criar de relações de amizade entre o líder e os membros da sua equipa. Como diz, “serem amigos e conviverem não só potencia o desempenho como dá origem a um excelente ambiente de trabalho”, relembrando, no entanto, que “desde que se mantenha focado no objetivo e as pessoas sejam responsáveis”

9. Joga com os pontos fortes das pessoas
A recomendação é a de que procuremos descobrir aquilo em que os nossos colaboradores são realmente bons mas sem nunca esquecer os seus pontos fracos. Como diz, “cada membro da equipa deverá estar a fazer aquilo em que é melhor, mas o líder deverá saber em que é que cada um é mais fraco, de modo a ajudá-los a melhorar”.

10. Grandes equipas partilham leituras
Hall acredita que todo o líder é um leitor, pelo que, se estamos focados em desenvolver outros líderes nas nossas equipas, estes deverão também ser leitores regulares. E dá o exemplo da sua equipa, onde diz que “estamos sempre a partilhar artigos e livros entre nós. Isto mantém-nos atualizados e ajuda-nos a estimular o pensamento estratégico.”

11. Inviste nas suas cinco principais contratações
A ideia subjacente é a de se investirmos e ensinarmos as nossas cinco mais importantes contratações, estas irão depois investir o tempo que lhes dedicámos a ensinar os que venham depois e assim ganharmos tempo. Hall recomenda que “dediquemos tempo a apoiar cada um dos membros de modo a que todos estejam preparados a dar esse mesmo apoio aos novos colaboradores que integrem a empresa à medida que esta vai crescendo”. 

12. Dá reconhecimento
O louvor e reconhecimento é comprovadamente um potenciador da motivação e da produtividade. Hall recomenda que “demos um louvor sempre que alguém faz algo muito bem. Não só estaremos a dar um sentido de missão cumprida como a motivar os outros a também se superarem nas tuas tarefas”. Dá o exemplo da iniciativa que promovem na sua empresa, o "Championship Belt”, que atribuem semanalmente a um membro da equipa em reconhecimento de algo incrível que fez. Até os pequenos esforços podem fazer com que o seu colaborador se sinta apreciado e o inspirem a fazer ainda melhor”.

Fonte: Forbes

21
Set18

Bola De Frango Com Cogumelos E Queijo

Superfunky
Experimente esta bola simples numa conjugação deliciosa de sabores.
 
 
INGREDIENTES
PARA A MASSA
350 g farinha + 1 c. sopa (para polvilhar)
1 c. chá sal
20 g açúcar
4 c. sopa azeite
25 g fermento de padeiro fresco
180 ml leite meio-gordo morno
PARA O RECHEIO
1 alho-francês
1 c. sopa azeite
200 g cogumelos castanhos
1 c. chá alho em pó
1 c. café sal
200 g frango cozido desfiado
40 g tomate seco
qb pimenta de moinho
6 fatias queijo flamengo
1 gema de ovo M
2 c. sopa sementes de girassol
 
PREPARAÇÃO
1. Numa tigela mistura a farinha com o sal e o açúcar. Abre uma cavidade ao meio e deita aí o azeite e o fermento, previamente dissolvido no leite. Mexe com uma colher de pau até formar uma bola que se solte das paredes da tigela.
2. Muda a massa para uma bancada enfarinhada e continua a amassar e a sovar mais 5 minutos. Molda-a em bola, coloca-a na tigela embrulhada com um pano e deixa levedar em local aquecido pelo menos 1 hora.
3. Corta o alho-francês em rodelas finas e leva-o ao lume numa frigideira com o azeite quente até estar macio. Limpa os cogumelos, corta-os em lâminas e coloca-os na frigideira.
4. Salpica com o alho em pó e o sal e salteia 3 a 4 minutos, em lume médio a forte.
5. Adiciona o frango desfiado e o tomate seco em tiras finas, tempera com um pouco de pimenta e mistura bem. Retira do lume e deixa arrefecer.
6. Estende a massa com o rolo sobre uma folha de papel vegetal de modo a ocupar toda a superfície da folha. Distribuí metade do recheio sobre 1/3 da massa, ao centro.
7. Cobre com três fatias de queijo e dobra uma das abas da massa sobre o recheio. Por cima, dispõe o restante recheio e fatias de queijo e tape com a outra aba.
8. Une bem as pontas e faz deslizar o papel vegetal com a bola para cima de um tabuleiro de forno. Tapa e deixa levedar mais 15 a 20 minutos.
9. Pré-aquece o forno a 175° C.
10. Pincela a bola com a gema desfeita, salpica com as sementes de girassol e leva ao forno cerca de 25 minutos.
19
Set18

Não Importa...

Superfunky

68747470733a2f2f37382e6d656469612e74756d626c722e63

 
Não importa os erros que cometemos e mudamos, as lágrimas que choramos, nem os actos que praticamos. Muito menos o que fizemos, nem as lutas que travamos e ganhamos. Não importa os abraços que demos, nem os sorrisos que esboçamos. Nem sequer os olhares que trocamos. Não importa o que sentimos, nem o que demonstramos, nem os beijos que soltamos. Nem a mão que estendemos. Não importa as frases que pensamos e dizemos, nem o amor que sentimos e exploramos, pouco ou nada importa se em vez de viver apenas sobrevivemos. Porque o que importa é sermos aquilo que devíamos ter sido e não fomos. Como podem amar as pessoas sem se amarem primeiro? Isso é que importa.
17
Set18

Sopa Do Bosque

Superfunky
Uma sopa rica preparada com abóbora, batata-doce, grão e brócolos. Uma viagem de sabores pelo bosque dos melhores legumes.
 
 
 
INGREDIENTES
80 g cebola
2 dentes de alho
300 g batata-doce
200 g abóbora
200 g brócolos
2 c. sopa azeite
1 c. café sal
1 frasco de grão cozido (escorrido)
1 lt água
 
PREPARAÇÃO
1. Descasca a cebola e os dentes de alho, pica-os finamente e deita numa panela.
2. Adiciona as batatas e a abóbora cortadas em cubos. Reserva.
3. Corta a abóbora em fatias finas e recorta pequenos animais com um corta-bolachas. Deita as aparas da abóbora na panela.
4. Separa os ramos dos brócolos e lava-os em água abundante. Reserva a parte de cima dos ramos, pica os talos em pedaços pequenos e junta-os aos restantes legumes na panela.
5. Rega com o azeite, salpica com o sal e cozinha em lume brando cerca de 15 minutos.
6. Escorre o grão, passa-o por água fria e coloca-o na panela. Adiciona a água a ferver e deixa cozinhar mais 20 minutos.
7. Junta as figuras de abóbora e os ramos de brócolos reservados numa taça de vidro, cobre com uma tampa própria para microondas ou com película aderente e coza no microondas 5 minutos na potência máxima.
8. Tritura a sopa na panela com a varinha mágica e distribuí-a pelos pratos ou taças.
9. Decora com os ramos de brócolos e as figuras de abóbora.
16
Set18

Hambúrguer De Grão, Brócolos E Milho

Superfunky
Fazer hambúrgueres caseiros é simples e permite utilizar ingredientes mais saudáveis. Em casa ou para o almoço na praia, este hambúrguer de grão, brócolos e milho vai ser um sucesso!
 
 
INGREDIENTES
400 g grão-de-bico cozido em conserva
200 g brócolos congelados 
200 g milho
2 c. sopa coentros
1 limão (raspa)
1 c. chá pimentão-doce
2 c. sopa azeite
1 fatia de miolo de pão
1 c. sobremesa sal
4 pão (bolas saloias)
4 folhas alface
2 tomate com rama
4 c. sopa Ketchup caseiro
 
PREPARAÇÃO
1. Junta num robot de cozinha o grão escorrido, os brócolos, o milho, os coentros, a raspa do limão, o pimentão-doce e uma colher de sopa de azeite e pica até obteres uma mistura grossa.
2. Coloca o preparado numa taça, adiciona-lhe o pão esfarelado e o sal e mistura bem. Divide a massa em quatro partes e molde os hambúrgueres.
3. Leva-os ao frigorífico cerca de 30 minutos.
4. Aquece o restante azeite numa frigideira e cozinha os hambúrgueres 3 minutos de cada lado.
5. Abre o pão ao meio e torra-o ligeiramente.
6. Serve os hambúrgueres no pão com a alface e o tomate em rodelas com uma colher de Ketchup.
15
Set18

Somos Instantes

Superfunky

 
Somos feitos de sentimentos, de amizades, de formas, de memórias, de histórias, de barulhos, de paixões, de momentos, de desilusões, de causas perdidas, de dores repetidas, e até de silêncios. Somos feitos de dor e ao mesmo tempo de amor, de lugares, de maus feitios e de humor. Somos feitos de sorrisos e de muitas lágrimas. Somos tudo e não somos nada. Somos instantes.
15
Set18

Fritattas De Legumes

Superfunky
Deliciosas fritattas de legumes preparadas no forno, ideais para os mais novos e para levares para a escola. Uma lancheira recheada de sabores alternativos e deliciosos.
 
 
INGREDIENTES
1/4 cebola
1/4 pimento vermelho
1/4 cenoura média
50 g feijão-verde
50 g brócolos (ramos)
2 ovos M
1 haste salsa
1 c. chá sal
1 c. chá azeite (para untar)
 
PREPARAÇÃO
1. Pré-aquece o forno a 180º C.
2. Coloca todos os ingredientes numa taça, excepto as ameixas e o azeite, e mistura-os bem.
3. Dispõe o preparado em pequenos aros, previamente untados com o azeite, e leva ao forno durante 10 minutos.
14
Set18

Panacota De Romã

Superfunky
Serve a panacota de romã com um toque de vinho do Porto, decorada com os dois chocolates e impressiona os seus convidados!
 
 
 
INGREDIENTES
8 folhas de gelatina
2 dl leite meio-gordo
5 dl natas frescas
120 g açúcar em pó
1 saqueta açúcar baunilhado
2 romãs
50 g açúcar amarelo
½ dl vinho do Porto branco
50 g chocolate branco
50 g chocolate preto
 
PREPARAÇÃO
1. Demolhe quatro folhas de gelatina em água fria.
2. Aquece o leite, sem ferver, junta as folhas de gelatina, previamente escorridas, e mexe bem até derreter. Reserva.
3. Deita as natas num tacho, junta o açúcar em pó e o baunilhado, mexe bem e leva ao lume.
4. Retira assim que levantar fervura e adicione o leite com a gelatina. Mistura bem e reserva.
5. Demolha a restante gelatina em água fria. Corta ao meio uma romã e espreme-a de modo a aproveitar cerca de 1 dl de sumo.
6. Coloca-o num tacho pequeno, leva ao lume e quando estiver quente junta a gelatina escorrida.
7. Mexe até dissolver e adiciona ao preparado de natas. Distribui por formas individuais e leva ao frigorífico até solidificar.
8. Retira os bagos da restante romã (reserva alguns), aproveitando o sumo que escorrer, coloca-os num tacho pequeno com o açúcar amarelo e o vinho do Porto e leva ao lume cerca de 20 minutos.
9. Na altura de servir, desenforma e decora com raspas dos chocolates, com a compota e os bagos frescos de romã reservados.
13
Set18

Mágoas

Superfunky

142918-free-black-and-white-background-tumblr-1920

Certas mágoas ficam cravadas nos nossos corações, contradizendo aquele ditado de que o tempo cura qualquer ferida.
Não, o tempo não apaga tudo,
sempre haverá aquela mágoa marcando presença no nosso passado.
Cicatrizes fazem parte da vida de qualquer um,
e resta seguir em frente,
E se olhares para trás...
que seja apenas para ver o quão longe tu já foste
na caminhada da superação.