Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

Este hotel em Portugal é o sonho para todas as pessoas apaixonadas por livros!

Superfunky, 27.01.17
Se tu estiveres à procura de um refúgio literário, existe um lugar imperdível que fica em Portugal. O Hotel Literary Man possui cerca de 45 mil títulos para os seus hóspedes se deleitarem à vontade.
 
 
O hotel fica em Óbidos, numa vila medieval de cerca de 700 anos localizada a cerca de 90 minutos de Lisboa. O local foi um presente de casamento do rei D. Dinis à sua noiva Isabel em 1282 e atrai muitos turistas interessados em apreciar suas peculiaridades.
 
 
O Literary Man foi inaugurado em outubro de 2015 e fica num prédio erguido em 1830 onde funcionava como um convento. Praticamente todas as paredes são revestidas de livros, entre eles, existem muitas coleções originais e a maioria dos títulos são escritos em inglês, embora haja também opções em português, francês, alemão e em outras línguas.
 
 
“Os nossos hóspedes gostam de trazer os seus próprios livros para adicionar às nossas coleções e aqueles que não têm livros com eles costumam enviá-los mais tarde em forma de doação“, contou Jady Magalhães, gerente do hotel ao MailOnline Travel.
 
 
De livro em livro, o hotel espera ser capaz de oferecer 100 mil títulos em breve.

Hotel com quartos em árvores permite que os seus hospedes façam uma viagem pela natureza

Superfunky, 23.10.15
Enquanto algumas pessoas querem curtir as suas férias na Disney e em grandes centros urbanos, outras preferem isolar-se do mundo. Em Hesse, na Alemanha, as cabanas da Robin’s Nest Treehouse Hotels têm feito um sucesso por serem casas na árvore no meio da floresta, onde o sossego, a simplicidade e conforto estão aliados com o descanso.
 
São sete acomodações rústicas disponíveis, sendo que três delas ficam suspensas e todas são diferentes, mas têm em comum mobiliário de madeira, aquecedor e electricidade. Os wc e chuveiros são compartilhados, ficando numa área comum do local, assim como acontece nos hostels.
 
Com o intuito de desconectar os hóspedes do mundo virtual e conecta-los com a natureza, o hotel não oferece Wi-Fi. O dono, Peter Becker, geria um bar em Berlim quando resolveu ir para a floresta, onde construiu o seu recanto ao longo de seis meses com a ajuda de amigos, não parando nem no período de neve intensa.
 
A propriedade, porém, é administrada somente por Becker, que vive tranquilamente sozinho no local. Ou melhor, ele nunca está sozinho, pois tem dividido boa parte tempo com os clientes. Quem não gostava de visitar este local?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todas as fotos © Ana Santl.