Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

GOSSIP PROJECT

Reality, Fashion, Music, Food...and "The Unique Me"

As dez tradições mais originais de fim de ano

Superfunky, 31.12.18

 
De Espanha aos Estados Unidos, passando pelo Japão e por África do Sul quase todos os países do Mundo têm algo que os caracteriza na hora de celebrar o ano novo. Conhece as dez tradições mais curiosas.
 
Em Espanha, a passagem de ano é conhecida como "Nochevieja", ou seja, "noite velha", e o costume é comer-se doze uvas ao acompanhar das doze badaladas. A origem desta tradição remonta a 1909, ano em que houve um grande excedente na produção de uvas. Contudo, segundo os especialistas na matéria, já no século XIX se encontram registos desta tradição na burguesia espanhola da época.
 
 
Nos Estados Unidos da América, a tradição de fim de ano é o conhecido "beijo da meia-noite". Se bem que ninguém sabe ao certo de onde surgiu, sabe-se que este costume deve ter a sua origem ligada aos ritos romanos do festival de "Saturnalia", que se celebrava numa época muito próxima à actual celebração de fim de ano. De acordo com registos históricos, no final deste festival dedicado à divindade de Saturno, todos se beijavam na boca como forma de celebração.
 
Em Itália, os festejos estão ligados ao consumo de lentilhas, que não pode faltar na mesa de cada italiano. Trata-se de uma tradição que já remonta ao período romano e que agora também já vai aparecendo em Espanha. Na antiga Roma, associava-se o prato de lentilhas a um um prato de moedas de ouro.
 
Na Dinamarca, não há celebração de ano novo que não inclua pratos a menos nas cozinhas deste povo do norte de Europa. A tradição é exactamente essa: partir alguns pratos de loiça na entrada do novo ano como forma de atrair a boa sorte. No entanto, existem também outras tradições neste país, como saltar do alto de uma cadeira ao passar da badalada de meia-noite.
 
Nas Filipinas, a tradição de final de ano passa por usar uma peça de roupa às bolinhas, devido à associação entre a forma circular das bolinhas e a forma das moedas. Ainda mais importante deve ser o facto de essa peça de roupa ter um bolso, no qual se guardam algumas moedas de forma a atrair outras durante todo o ano. Também as ruas do país são enfeitadas com telas desse mesmo tecido para atrair a boa sorte económica.
 
Na Escócia, a cidade de Edimburgo tem uma tradição muito especial conhecida pelo nome ancestral de "Hogmanay". Trata-se de um festival de rua animado por danças populares, música tradicional, fogos de artifício e teatro de rua, que ocorre, sobretudo, na principal rua da capital escocesa, a conhecida Royal Mile, e que se assume na forma de um cortejo, conhecido também ele como "Torchlight Procession".
 
Em Inglaterra, a tradição britânica de viver com grande pontualidade não falha. E isso verifica-se também na forma de festejar o o ano novo com a tradição chamada "First Footing", que consiste em ser o primeiro a visitar a casa dos familiares depois das doze badaladas, fazendo-se sempre acompanhar de algum tipo de presente, quer seja ele dinheiro, pão ou carvão como forma de assegurar que a sua família não tenha falta deles durante o ano que se inicia.
 
Na África do Sul, a tradição é muito similar ao Carnaval brasileiro. Chama-se "Tweede Nuwe-Jaar", que significa "segundo ano novo". Nesta festa animada e colorida, os participantes estão agrupados, tal e qual os participantes dos carnavais brasileiros. O sentido da festa é exactamente o mesmo da brasileira: música, animação, disfarces e dança.
 
No Japão, a passagem de ano coincide com uma tradição budista conhecida por "Joya No Kane", na qual soam 108 badaladas de um qualquer templo budista do país. É desta forma que os habitantes desejam o melhor para si e para os seus para o ano que se inicia, tentando desta maneira afugentar todos os 108 pecados da alma humana para o ano inteiro.
 
Para finalizar, existe uma tradição que pode ser considerada internacional, que passa por se usar uma peça de roupa interior de cor vermelha. Não importa o seu formato, tamanho ou padrão. O importante mesmo é a cor aguerrida do vermelho, que, apesar de não ter uma origem histórica confirmada, está associada à paixão e ao amor. A pessoa que a usar está a atrair a boa sorte para o amor durante todo o ano.

As 15 estradas mais incríveis do mundo

Superfunky, 25.10.15
Esta é uma selecção das 15 estradas mais incríveis do mundo.
 
Algumas pela paisagem que as rodeia, outras pelo seu difícil trajecto. Ora vê:
 
1. Seven Mile Bridge, Flórida
 
estradas do mundo6
 
2. Trollstigen, Noruega
 
 
3. Queen’s Highway ,Ilha de Eleuthera – Bahamas
 
 
4. Dades Gorges, Marrocos
 
 
5. Great Ocean Road, Austrália
 
 
6. Transfăgărășan, Roménia
 
 
7. Going-to-the-Sun-Road, Parque Nacional Glacier, Montana
 
 
8. Túnel Guoliang, China
 
 
9. Chapman’s Peak Drive, Cape Town, África do Sul
 
 
10. Stelvio Pass, Eastern Alps, Itália
 
 
11. Furka Pass, Suíça
 
 
12. Highway 1, Califórnia
 
 
13. Tianmen Mountain Road, China
 
 
14. Atlântica -Noruega
 
 
15. White Rim Road, Parque Nacional de Canyonlands , Utah
 

 

15 Dos rios mais fantásticos de todo o mundo

Superfunky, 03.10.15
A natureza é realmente fascinante, e com os dias cada vez mais ocupados, mal paramos para pensar nas coisas maravilhosas que ela tem para nos oferecer.
Um bom exemplo disso são os rios, cursos naturais de água, que fluem no sentido de oceanos, lagos, mares, ou outros rios, desempenhando papel crucial na distribuição da água.
Vê os 15 rios surpreendentes que provam que a natureza é realmente perfeita.
 
1 – Odeleite, Portugal
Com suas curvas que se parecem com um dragão chinês, este rio também é conhecido como “Dragão Azul”.
 
 
2 – Rio Li, Província Guangxi, China
Muito procurado por turistas da região, o rio Li é muito conhecido pelas suas belas paisagens e montanhas que o cercam.
 
 
3 – Rio de cinco cores ou Caño Cristales, Serrania de Macarena, Colômbia
Conhecido como o rio mais bonito do mundo (e não é em vão), este rio colorido possui tons de cores diferentes graças à presença de algas.
 
 
4 – Rio Alatna, Estados Unidos
Situado no Alasca, este rio sinuoso é considerado um dos mais belos rios dos Estados Unidos.
 
 
5 – Rio Isonzo, Eslovênia e Itália
Muito famoso pela sua cor “esmeralda”, este rio de 140 km percorre o oeste da Eslovênia até o nordeste de Itália.
 
 
6 – Rio Zambeze, África
Com um total de 2.750 km de comprimento, o Rio Zambeze é visitado por cerca de dois milhões de turistas por ano, que são atraídos pelas cachoeiras espetaculares neste local.
 
 
7 – Rio Yangtsé, China
Também conhecido como Yang-Tsé-kiang, este rio é o maior da Ásia, e o terceiro rio mais extenso do mundo.
 
 
8 – Rio “Heart”, Estados Unidos, Dakota do Norte
O Rio Heart, ou Coração, é um afluente do rio Missouri, situado no oeste do estado de Dakota do Norte, nos Estados Unidos, com comprimento de 290 km.
 
 
9 – Rio Colorado: Estados Unidos e México
Este rio, que atravessa o Grand Canyon, é uma famosa atração turística mundial, tendo o formato curioso de uma ferradura.
 
 
10 – Rio Amazonas, América do Sul
É o rio mais extenso do mundo, e está presente nos países do Peru, Colômbia e Brasil.
 
 
11 – Rio Lena, Rússia
É o décimo rio mais longo do mundo, nascendo nas montanhas no norte do Lago Baikal e corre até ao mar Laptev e Oceano Ártico.
 
 
12 – Rio Futaleufú, Argentina e Chile
Este rio com maravilhosas águas azul-turquesa faz parte do território da Argentina e do Chile, atraindo os amantes do rafting e caiaque por todo o mundo.
 
 
13 – Rio Hudson, Estados Unidos
O Rio Hudson corta o estado de Nova Iorque, e o seu nome foi dado em homenagem ao seu descobridor, o navegador e explorador inglês Henry Hudson.
 
 
14 – Rio Danubio, União Europeia
É o segundo rio mais longo da Europa, atravessando o território de dez países europeus.
 
 
15 – Rio Mississípi, Estados Unidos
O rio Mississípi é o segundo mais longo dos Estados Unidos, sendo a terceira maior bacia hidrográfica do mundo – drenando 48 estados do país.